quinta-feira, 11 de julho de 2019

Processo Seletivo Nacional para mestrado– Turma 2020-2022 PROF-FILO

Está lançado o Edital para o processo seletivo para Turma 2019-2021 do PROF-FILO. 
 
Ficha de inscrição – inscrições de 05/08 a 31/08/19, apenas online.

Recomenda-se a leitura atenta do Edital de Processo Seletivo para a Turma de 2020-2022 antes de realizar a inscrição.

quarta-feira, 27 de março de 2019

Instituto Ricardo Brennand é eleito o melhor museu do Brasil

Levantamento é elaborado considerando revisões, críticas, elogios e comentários das atrações pelos usuários da plataforma TripAdvisor

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco
Publicado em: 26/09/2017 07:55 Atualizado em: 26/09/2017 20:03
Museu foi fundado em 2002 e se divide em vários ambientes. Foto: Paloma Amorim/Divulgação
Museu foi fundado em 2002 e se divide em vários ambientes. Foto: Paloma Amorim/Divulgação

O Instituto Ricardo Brennand (IRB), situado na Várzea, Zona Oeste do Recife, foi eleito o melhor museu do Brasil no prêmio Traveler's Choice Award, divulgado anualmente pela plataforma TripAdvisor. O estabelecimento superou locais como a Pinacoteca de São Paulo (segundo lugar), o Museu do Amanhã (quarto), no Rio de Janeiro, e a cidade-museu de Inhotim (quinto), em Minas Gerais, e é o único representante do Nordeste no levantamento.

A lista é elaborada considerando revisões, críticas, elogios e comentários das atrações pelos usuários do TripAdvisor num período de 12 meses. Na lista dos melhores museus do mundo, na qual o Metropolitan Museum of Art, em Nova York, figurou no topo, o Instituto Ricardo Brennand ficou na 18ª posição, com a Pinacoteca de São Paulo em vigésimo lugar. O Museu Nacional da 2ª Guerra Mundial, em Nova Orleans, ocupa a segunda posição do levantamento global e o Victoria & Albert, de Londres, está em décimo. 

O IRB foi fundado em 2002 pelo colecionador e empresário Ricardo Brennand e tem obras expostas no complexo cultural que compreende a Pinacoteca, o Museu Castelo São João, uma galeria, uma biblioteca, o Parque de Esculturas dos Jardins e a Capela Nossa Senhora das Graças. Durante o mês de setembro, o museu organizou uma série de atividades gratuitas e pagas para comemorar os 15 anos de existência, com concertos, encontros literários, palestras, visitas guiadas e apresentações de dança. 

Confira a lista completa dos melhores museus do Brasil de acordo com o TripAdvisor: 

1 - Instituto Ricardo Brennand, Recife, Pernambuco 
2 - Pinacoteca do Estado de São Paulo, São Paulo 
3 - Museu Oscar Niemeyer, Curitiba, Paraná 
4 - Museu do Amanhã, Rio de Janeiro 
5 - Inhotim, Brumadinho, Minas Gerais 
6 - Catavento Cultural e Educacional, São Paulo 
7 - Museu de Arte de São Paulo (MASP), São Paulo 
8 - Museu Imperial, Petrópolis, Rio de Janeiro 
9 - Museu do Futebol, São Paulo 
10 - Museu de Ciências e Tecnologia da PUC-RS, Porto Alegre, Rio Grande do Sul

Poema

E pelo que morrer?
(Irismarqueks Alves) 

Pelo suor do meu trabalho
por uma pátria desalmada
que permite que seus filhos morram de fome
ainda que rica, idolatrada
salve, salve?

Salvem-se os salários que desde sua origem de muito gosto tem o sal
que de tantos encargos
de longe são leves e suaves seus jugos.

Salve ó pátria amada os que têm por glória
teu teto estelar e que nas calçadas sem armaduras e espadas
contra o frio e a violência não podem lutar.

Gigante seja teu cuidado com os que cultivam tuas flores;
e o latifúndio não conquiste “com braço forte”
os que de semente a semente
semeiam “mais amores”.

Mae gentil,
faz da educação dos teus pequeninos símbolo de amor eterno
e dos teus professores maestros. Daí,
“verás que um filho teu não foge á luta”
e que entre outras terras mil
livre de pele senil
serás tu, ó pátria amada, Brasil!

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Aluna do Instituto Educacional Clara Vitória - IECV do polo de Parazinho/RN é destaque como poetisa.

Depois da poetisa pedragrandese Maria Luíza Miranda - https://www.facebook.com/marialuiza.miranda.186. Nasce Janielle Bezerra Silva.

Nascida em Pedra Grande no Rio Grande do Norte no ano de 1992, desde então mora com os pais em um dos distrito desta mesma cidade. Sempre gostou de escrever. Durante muito tempo se manteve no anonimato; hoje no curso de pedagogia pelo Instituto Educacional Clara Vitória - IECV, decide mostrar seus escritos e a paixão que tem por poemas e pelo belo ato de escrever.


Janielle Bezerra
🌵🌸 # cactotambémdáflor  🌸🌵
@ cactotambemdaflor
@ jannyellle













sexta-feira, 6 de abril de 2018

UFRN oferece dois cursos de pós-graduação para enfermeiros


A Escola de Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (ESUFRN) torna público os processos de seleção para dois cursos de pós-graduação para enfermeiros. São eles: Especialização em urgência e emergência em enfermagem e Especialização em enfermagem em terapia intensiva - neonatal e pediátrica. Cada turma possui cinquenta vagas.

As inscrições acontecem de 9 a 27 de abril e devem ser realizadas pelo Sistema Integrado de Gestão de Atividades (Sigaa), através do caminho:  Pós-Graduação > Lato Sensu > Processos Seletivos. Os cursos iniciam no dia 18 de maio e finalizam em dezembro de 2019. Cada especialização totaliza uma carga horária de 360h.

Os editais com as regras da seleção e os investimentos para os cursos estão disponíveis no site da ESUFRN. Mais informações podem ser obtidas através do telefone (84) 3342-2290 (ramal 101).

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Especialização em Educação abre seleção para nova turma

A coordenação do Curso de Especialização em Educação: diálogo entre as linguagens para a construção da cidadania publicou, nesta segunda-feira (11), edital referente ao processo seletivo de candidatos.
O curso, que oferece 20 vagas, é destinado àqueles que possuem diplomas de graduação com licenciatura plena. Das 20 vagas ofertadas, 2 são destinadas a candidatos com deficiência.
As inscrições devem ser feitas, pessoalmente ou por procuração (com firma reconhecida em cartório), de 25 de setembro a 5 de outubro, das 7h30 às 10h30 e das 19h30 às 21h30, na Secretaria da Faculdade de Educação, localizada no Campus Central.
Os documentos necessários para a inscrição, o cronograma da seleção e outros detalhes podem ser acessados no edital completo.

Processo Seletivo para Licenciatura em Educação do Campo – LEDOC está com inscrições abertas


A Universidade Federal Rural do Semi-Árido torna pública a abertura de Processo Seletivo Vocacionado (PSV) destinado a selecionar discentes para o curso de Licenciatura em Educação do Campo – LEDOC.
Estão sendo ofertadas 60 (sessenta) vagas, distribuídas entre 30 vagas para ampla concorrência e outras 30 vagas conforme a Lei N.º 12.711/2012 e N.º 13.409/2016. As inscrições online seguem de 11 a 25 de setembro de 2017.
As provas serão realizadas no dia 08 de outubro de 2017, após todas as fases, o resultado final do processo seletivo será divulgado em 19 de outubro de 2017.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Benefícios da Própolis parte 2 (grande aliado da saúde humana).

A própolis é uma substância produzida pelas abelhas e formada por ceras e resinas. Essa substância é misturada com o pólen para ser utilizada como antibiótico dentro da colméia. Com a própolis dentro da colméia, impede-se a proliferação de micróbios e vírus.
A própolis é uma defesa antimicrobiana natural das plantas. Tem consistência viscosa e a sua cor, sabor e aroma variam de acordo com sua origem botânica.

Composição da Própolis

  • Resinas vegetais e bálsamos: 50%
  • Cera de abelha: 30%
  • Óleos essenciais: 10%
  • Grãos de pólen: 5%
  • Minerais: alumínio, cálcio, estrôncio, ferro, magnésio, silício, titânio, bromo e zinco.
  • Vitaminas: pró-vitaminas A e todas do complexo B.
  • Flavonoides: Ésteres cafeinados.

Propriedades e Aplicação da Própolis

A própolis é muito utilizada como medicamento popular no tratamento de várias enfermidades. Sua principal função é de fortalecimento do sistema imunológico, atuando na prevenção — e, em alguns casos, na cura — de diversas doenças. Estudos comprovam as diversas propriedades biológicas e terapêuticas da própolis:
  • Cura várias infecções como: estomatite, amigdalite, gengivite e hemorróidas.
  • Fortalece a ação imunológica pela ação de linfócitos, estimula o organismo enfraquecido e reduz efeitos colaterais de anticancerígenos e radioterapia.
  • Previne e trata pneumonia crônica e bronquite infantil.
  • Trata queimaduras graves e efeitos sobre doenças dermatológicas, manchas na pele além de agir sobre o sistema capilar.
  • Trata doenças das vias respiratórias e urinárias.
  • Age como antioxidante no organismo.
  • Atua como estimulante natural das defesas orgânicas, para aqueles com fadiga e baixa imunidade.
  • Age como bactericida, cicatrizante e anti-séptico.
  • Possui diversas propriedades terapêuticas através dos flavonóides — princípio ativo da própolis.
A própolis é realmente um antibiótico natural. A cada dia, surgem novas descobertas sobre a própolis e novas indicações para tratamento de diversos males. Vamos conhecer algumas das suas propriedades medicinais, juntamente condições que ela combate:
Antibacteriana: A própolis é eficiente na destruição de uma vasta gama de bactérias nocivas ao ser humano: as bactérias sucumbem à ação da própolis. Possui como vantagem em relação a antibióticos sintetizados em laboratório o fato de as bactérias não desenvolverem resistência à própolis. Por essa propriedade, é muito indicada no tratamento de doenças como anginas, amidalites, faringite, laringite, gengivite, estomatites, abcesso dentário, sinusites, bronquites, pneumonias, gripes, rinites, entre outras.
Antiviral: A ação antiviral da própolis é conhecida principalmente pelo seu ótimo efeito contra: herpes, adenovírus, coronavírus, rotavírus, etc. Por isso, sua utilização também é indicada contra doenças como herpes, gripes, resfriados, conjuntivite e dores de garganta.
Antifúngica: Sua ação antifúngica a torna capacitada para o tratamento de problemas de couro cabeludo, micoses em geral, frieiras, etc.
Anti-inflamatória: A ação anti-inflamatória da própolis foi verificada com eficácia principalmente no tratamento de artrites, artroses e reumatoides. Pesquisas em laboratório chegaram a comparar a ação e eficiência da própolis à ação da substância conhecida como Diclofenaco que é utilizada no combate a diversos processos inflamatórios.
Antioxidante: A atividade antioxidante da própolis combate os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento do corpo humano e da mutação do material genético. A presença de compostos fenólicos em sua composição aponta para sua eficácia como antioxidante. Muitas pesquisas ainda estão sendo realizadas nesse sentido, no entanto, sua ação preventiva ao envelhecimento celular já está bastante comprovada.
Anticancerígena: Alguns trabalhos desenvolvidos pelo Instituto Nacional do Câncer dos EUA apontam para atividade anticancerígena importante em alguns tipos de própolis. Os resultados obtidos na pesquisa foram animadores, principalmente quando foi verificado que a própolis foi capaz não só de inibir o crescimento de células cancerígenas quanto de destruir parcialmente as células já existentes. Estudos aprofundados estão sendo realizados nessa linha e as esperanças são muitas quanto à ação anticancerígena da própolis.
Cicatrizante e Regeneradora de Tecidos: A própolis é muito eficaz no tratamento de dermatites, feridas, úlceras e queimaduras, devido à presença de flavonoides e aminoácidos em sua composição.
Anestésica: A ação anestésica da própolis a torna eficiente no combate a dores de garganta, amidalites, dores de dentes, etc. Estudos realizados com extratos etanólicos de própolis levaram à conclusão de que a sua ação anestésica é de 3 a 5 vezes superior à cocaína (usada como anestésico na prática dental na antiga União Soviética).
Imunoestimulante: A própolis também possui efeito imunoestimulante, ou seja, estimula a produção de células produtoras de anticorpos, fortalecendo assim o sistema imunológico e aumentando a resistência a doenças e infecções.
Conheça os Benefícios da Própolis

Tipos de Própolis

Diferenciados pela cor, pelo odor e pela consistência, as características da própolis estão associadas à planta de origem e à espécie de abelha produtora.

Própolis Verde

A própolis verde é proveniente de substâncias como resinas, extratos e exudatos do alecrim-do-campo. Além das propriedades já oferecidas por qualquer variação do própolis, estudos sugerem que a própolis verde possui ação antitumoral, e por isso é muito utilizada em hospitais no Japão.
A própolis verde ganha a cada dia mais fama por destruir bactérias, fungos, vírus, aumentar as defesas e proteger a pele dos pacientes em tratamento de radioterapia, evitando as radiodermites. Análises dentro e fora do país confirmam que a própolis verde carrega altos teores de fenólicos e flavonoides, potentes antioxidantes.

Própolis Vermelha

A principal origem botânica da própolis vermelha foi identificada como Dalbergia ecastophyllum, popularmente conhecida como Rabo-de-bugio, encontrada ao longo da praia e região do mangue do nordeste do Brasil.
A própolis vermelha caracteriza-se por possuir constituintes diferenciados dos outros 12 tipos de própolis já conhecidos e catalogados, tornado assim um produto único e diferenciado. Os constituintes únicos encontrados somente na própolis vermelha são: benzofenonas, preniladas, dihidroxiisoflavona, homopterocarpina, medicarpina e isoflavona. Somando-se estes diferenciais aos benefícios em comum das variações do propolis, o própolis vermelho é considerado um produto diferenciado e cobiçado em diversos países.

Própolis Preta (tradicional)

É a mais utilizada e facilmente encontrada devido à sua origem botânica, sendo coletada pelas abelhas de diversos tipos de vegetação e não se caracteriza por predominância de nenhuma planta em particular. A propolis tradicional possui coloração que varia do cinza claro ao preto dependendo da região.
Os componentes ativos mais importantes são: composto fenólicos, flavonóides, enzimas, derivados do ácido benzóico, ácido cafeico, ácido e álcool cinâmico, benzaldeído, terpenos e óleos essenciais.
Modo de usar
  • Para crianças: 3 a 5 gotas uma vezes ao dia. Diluída em uma colher de sopa com água sem cloro e sem gás.
  • Para adultos: 15 a 20 gotas uma vez ao dia. Diluída em meio copo com água sem cloro e sem gás.
Em cortes, após lavar o ferimento com bastante água, pegue um algodão, umedeça no extrato e passe no ferimento. Vai arder um pouco. Repita duas ou mais vezes ao dia, tapando o ferimento com gaze.
A própolis em solução alcoólica é recomendável para gripe, sinusite, artrite, tendinite, dores de garganta, aftas e outra doenças do corpo humano.

Benefícios da Própolis parte 1


Benefícios da própolis 
Os benefícios da própolis já são conhecidos desde a Antiguidade

Algumas árvores encontradas na natureza produzem um tipo de resina com propriedades antibacterianas e antifúngicas que protegem o vegetal do ataque de insetos e fungos.
Ao coletarem essa resina, as abelhas a levam para a colmeia. Lá ela será misturada à cera e também a outras secreções das abelhas, formando a própolis, uma substância rica em aminoácidosvitaminas e bioflavonoides. Essa substância é um poderoso antioxidante.
Na colmeia, a própolis é utilizada no preenchimento de espaços, como falhas e rachaduras, que podem servir de entrada ao frio e também a predadores; para embalsamar insetos ou outras abelhas intrusas que porventura entrem na colmeia; e também para recobrir as células que guardarão os ovos colocados pela rainha. A própolis tem uma função muito importante na colmeia, pois ela elimina micro-organismos e outros agentes infecciosos da colmeia, mantendo os favos e toda a colmeia sempre limpa. Por ano, uma colmeia pode produzir entre 100gr e 300gr de própolis.
As propriedades biológicas da própolis estão diretamente ligadas à sua composição química, que pode variar conforme o ambiente no qual a colmeia está inserida, como temperatura, clima, tipo de vegetação circundante, época e técnica utilizada na colheita, assim como a espécie da abelha, mas em sua totalidade ela é composta basicamente por material resinoso e balsâmico coletado pelas abelhas dos ramos, flores, brotos e pólen, além de cera e secreções salivares das abelhas.
Não é de hoje que a humanidade conhece e utiliza a própolis. Registros históricos mostram que ela era utilizada pelos egípcios e gregos como antisséptico e também para embalsamar seus mortos, livrando-os dos decompositoresOs incas a utilizavam em situações de febre; e os legionários do Império Romano a utilizavam para curar suas feridas. Os gregos, dentre eles Hipócrates, adotaram a própolis como cicatrizante interno e externo; e Plínio, um historiador romano, refere-se a ela como um medicamento capaz de reduzir inchaços e aliviar dores.
Muitos estudos feitos com a própolis comprovam sua ação antibacteriana e por esse motivo ela é classificada como um poderoso antibiótico natural. Sua grande vantagem em relação aos antibióticos comuns é que a própolis, ao contrário dos antibióticos comuns, só destrói as bactérias prejudiciais à saúde, preservando as outras, como, por exemplo, as bactérias da flora intestinal. Outro fator muito importante é que as bactérias não criam resistência à própolis, como ocorre com os antibióticos sintéticos.
própolis tem uma ação efetiva contra bactérias como a H. pyloriSalmonella, além de combater fungos como a Candida albicans e vírus como o do herpes e da gripe, sendo por isso muito utilizada nas épocas frias e também contra doenças respiratórias. A própolis, além de fortalecer o sistema imunológico, ainda combate os radicais livres, compostos agressivos que prejudicam o nosso organismo.
Por conter uma grande quantidade de flavonoides, a própolis é um excelente anti-inflamatório e por isso pode ser utilizada para tratar e prevenir infecções como bronquite, resfrіаdo comum, infecções urіnárіаs, infecções intestinais, inchaços e úlceras gástricas. Seu uso tópico garante a rápida cicatrização de feridas e queimaduras.
A própolis pode ser encontrada no mercado sob várias formas e todas elas têm o mesmo efeito no organismo.
Fonte: http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/curiosidades/beneficios-propolis.htm










quarta-feira, 12 de abril de 2017

150 anos de O Capital


Das-Kapital
Há 150 anos era publicado o livro I da magnum opus de Karl Marx, Das Kapital. Resultado de duas décadas de pesquisa sobre o modo de produção capitalista, iniciada ainda em 1844 com os Manuscritos Econômico-FilosóficosO Capital se propunha a ser uma “crítica da economia política”; ou seja, crítica da ordem social do capital e de sua mais elaborada representação ideológica. As categorias da economia burguesa eram deslindadas progressivamente não apenas em seu aspecto puramente econômico, mas também em sua dimensão política e ideológica, num movimento totalizante de compreensão do fenômeno social que partia de sua manifestação mais imediata, para a evidenciação de suas múltiplas determinações e conexões. Assim, apareciam não apenas as relações de exploração, como fundamento do processo de acumulação de capital, mas também o caráter alienante do trabalho e o conteúdo meramente formal da igualdade e da liberdade vislumbradas pela legalidade burguesa.
Quando lançado em alemão, o livro I não teve a repercussão esperada por seu autor, principalmente junto à classe operária. Pelo restante de sua vida, Marx não conseguiu publicar as partes posteriores de seu plano de pesquisa, dedicando-se em certa medida a divulgar o livro I e a organizar sua edição em outras línguas. Assim deixou pilhas de notas em estágios variados de sistematização e acabamento, que foram editadas e complementadas por Engels e publicadas como os livros segundo, em 1885, e terceiro, em 1894. Antes de morrer, Engels passou a tarefa de edição do livro quarto a Kautsky, que o publicou apenas em 1905. Apesar de todas essas vicissitudes nos cento e cinqüenta anos seguintes O Capital se tornou uma das obras mais traduzidas, comentadas e influentes do mundo, lido por acadêmicos, executivos, mas principalmente pelos lutadores sociais com o propósito não apenas de compreender a ordem social do capital, mas de aboli-la.
O presente dossiê – por ocasião do sesquicentenário da primeira edição de O Capital -, busca mostrar a atualidade desta obra para o conhecimento das estruturas e dinâmica do capitalismo contemporâneo e sua indispensabilidade como instrumento para todos e todas que visam a sua radical transformação.
Editoria
*****
I. O Capital, Karl Marx
Das Kapital, Marx Engels Werke Band 23 (em alemão)
O Capital. Volume 1, tomo 1
O CapitalVolume 1, tomo 2
O Capital. Volume 2, tomo 3
O CapitalVolume 3, tomo 4
O CapitalVolume 3, tomo 5
Capital. A critical of political economy. Volume I
Capital. A critical of political economy. Volume II
Capital. A critical of political economy. Volume III
II. Textos correlatos de Marx:
III. Materiais didáticos
O Capital. Manga (parte I)
O Capital. Manga (parte II)
IV. Comentários e leituras da obra de Marx:
Alfredo Saad-Filho. The value of Marx
Frederic Jameson. Filmar O Capital?
Eginardo Pires. Valor e acumulação
Jacques Bidet. Que faire du Capital?
Jorge Grespan. A dialética do avesso
Louis Althusser. Como ler “O Capital“
Louis Althusser, Jacques Rancière e Pierre Macherey. Ler O Capital (vol 1)
Louis Althusser, Étienne Balibar e Roger Establet. Ler O Capital (vol 2.)
Richard D. Wolf e Stephen A. Resnick. Economics: Marxian vs neoclassical
Simon Mohun (org.). Debates in Value Theory
V. Vídeos